Tuesday, August 08, 2006

O Segredo da Barracuda


Ficaste por ali observando a minha lenta aproximação...
Duvidando da minha autonomia ali em baixo e gozando com a minha hidrodinâmica...
Para ti aquele cenário sub, idílico, imponderável era apenas um mero recreio
Vogavas ao sabor dos elementos, ora no azul infinito, ora no verde bucólico
Não foi fácil seguir-te...
E de repente tão depressa como surgiste, desapareceste deixando-me atordoado
Teria sido uma mera visão de um pobre e ébrio pirata...
Ficou apenas a memória da tua silhueta naquele reflexo de imenso azul.
Carpe Diem barracuda...

10 comments:

Miudaaa said...

Que a Barracuda, volte...!!! depressa? rápidamente? não, apenas e só quando tu quiseres e desejares.
Beijo de miudaaa

Obrigada pelas TUAS, palavras.

anjoedemonio said...

iélooooo!!!

:)))

Joshua said...

Que peixe fantástico, que mordida singular: parece uma agulha gigante, rectilínea, fulminante como um raio, no seu voo eléctrico.

Imagino a aparição dum espécimen como descarga de emoção em quem mergulha e o vê-la viva vibração maior que o tê-la à mesa.

Aí em baixo cintilas, barracuda. Não quero senão ofuscar-me na tua luz.

BB (O.ö) said...

:)**

Su said...

adorei e imaginei a cena....
gostei e voltarei mil vezes..tal barracuda:)

Cruzeiro said...

Estas fotos com este texto, deram-me vontade de conhecer a barracuda. :)

anjoedemonio said...

obrigada pela visita e pelo comentário!:)))

Azenhas said...

Linda!!!
Um abraço amigo pirata.

anjoedemonio said...

:))))....!!!!!

anjoedemonio said...

hellllloooooo... este aquário anda muito parado!!!!