Wednesday, August 30, 2006

Dolce Fare Niente


A cena passa-se em Constância - berço de Camões, dizem - e estava uma tarde cálida, abafada...
Ao dobrar uma esquina, deparei-me com o senhor gato ao fresco de uma sombrinha bem convidativa, aproximei-me e atirei a matar - a foto claro - não sem antes ter o cuidado de não fazer o mínimo ruido que perturbasse os doces sonhos do felino. E ele lá continuou dormindo sem imaginar que eu lhe roubei a imagem e a postei para deleite e inveja dos humanos !
Um autêntico hino à preguiça...

5 comments:

anjoedemonio said...

ehehehe...o gato teve foi medo de ti!!!

nem miau se ouviu!!!!

marakoka said...

adoro gatos. gostei deste sonolento

jocas maradas

Caucau said...

Intitulamo-nos de racionais, mas a razão parece estar do lado deles ("irracionais"! É que com este calor só apetece fazer umas boas sonecas!!!
Visitei, sem pedir licença, gostei e "postei"!

Cruzeiro said...

Eu adoro gatos, e este está com ar tão fofo. :-)

Zeca said...

Constância, Constância, se as tuas pedras falassem eu iria direito ao cadafalso.
Quanto ao bichano tenho um em casa que para além do óó, mia mais num minuto que todos os gatos juntos num ano.
É impressionante, um dia conto a história do Chico.
Bom fim-de-semana
Fica bem