Monday, January 15, 2007

Blogo, logo existo ?


Qual a vossa definição conceptual de Blogue ?
Será sobretudo uma esfera de liberdade incondicional ? Um planeta blogo diverso, organismo vivo na sua essência e em continua mutação ?
Para mim acaba por ser uma espécie de upgrade do conceito "one man, one vote", ou seja "one blog, one soul". É isso que eu penso. Porque blogamos ? Para sentirmos talvez o prolongamento do "eu", na esfera digital, uma espécie de Blogo, logo existo Estou a falar sobre a forma, não sobre o conteúdo, porque os conteúdos são virtualmente infinitos...blogs egocêntricos, blogs patológicos e fóbicos, blogs políticos, blogs artísticos, blogs eróticos, blogs pictóricos, blogs literários, blogs de manifesto, blogs de causas, blogs minimalistas, blogs existencialistas, blogs científicos, blogs sensacionalistas, blogs fatalistas, blogs narcisistas...a lista tende para infinito... Mas, caros tertulianos. usando a feliz expressão de LA é sobretudo uma forma de expressão "magnificamente livre", podemos navegar sem rumo à bolina ou podemos navegar com GPS e rotas perfeitamente definidas, ancorando aqui e acolá ao sabor de ventos e marés. Mas atenção existem também muitos blogues que constituem meras extensões de meios mediaticamente poderosos que os usam como catapulta na blogosfera. E esse fenómeno é crescente... Para mim o que me seduz é o tal conceito da "árvore digital plantada", um registo do individuo, a tal extensão do "eu"...ao "fazer um filho", "escrever um livro", "plantar uma árvore", junta-se agora o "fazer um blog"... Diz-me como blogas, dir-te-ei quem és... O fenómeno já há muito que é um "case study" das ciências sociais. Belo tema, introduzido por LA !
Carpe Diem

5 comments:

Miudaaa said...

Perfeito...

Blogo... Logo EXISTO...

não quero saber em que categoria uma miudaaa blogueira fica cadastrada, acima de tudo, mais que tudo é um prazer "BLOGAR"... escrever em frases curtas muito do que sinto, muito do que gosto, muito do que vivo nesta vida que é nossa.

Como sempreeeeeeeeeeeeee adoro "ver-te" meu pirata preferido :-) dos mares nunca navegados

GK said...

Concordo em absoluto com as tuas palavras. O conceito "one blog, one soul" é perfeito!
Para mim é o assumir DE TUDO, de quem sou, do que penso, de qual o meu estado de espírito. É onde não há "papéis" a desempenhar. Aqui sou eu. Igual para todos: amigos, patrão, namorados, sociedade. The ultimate statement.
E nem vale a pena pensar que por não revelar o meu nome ninguém sabe quem sou... Quem quiser saber saberá!

Bj.

Maria said...

Texto muito interessante, pirate.
Vejo os blogs como uma extensão de cada um dos seus autores/criadores.
Assim, o teu será uma extensão de ti, o meu uma extensão / continuidade de mim...

Mas gosto mesmo muito é dos teus mergulhos... outra continuidade de ti...

Lu said...

Para mim é uma extensão de mim mesma. Escrevo sobre o que mais gosto, partilho experiências, confesso o que me preocupa, às vezes de uma forma muito subtil.
Passou a fazer parte do meu mundo. Agora até já tenho dois, além do Arco Íris, um fotoblog.

Bj.

AlfaBeta said...

Onde é que eu já ouvi algo parecido?